Análise objetiva HDTV do H.264 x MPEG-2 com e sem perda de pacotes

Eduardo Santos Bueno, Cristiano Akamine, Renato de Mendonça Maroja, Gustavo de Melo Valeira

Resumo


Este artigo tem como objetivo comparar a qualidade de vídeo entre os métodos de compressão H.264 e MPEG-2 por meio da análise objetiva. O método empregado para avaliar o vídeo em teste é a comparação com o vídeo de referência. Os testes foram realizados com a utilização do equipamento Picture Quality Analysis (PQA). O PQA possui os métodos de avaliação objetiva: Picture Quality Rating (PQR) e Diferencial Mean Opinion Score (DMOS). Os métodos PQR e DMOS são avaliações objetivas que se aproximam de avaliações subjetivas. Ao analisar somente as imperfeições da compressão de vídeo, isto é, sem perda de pacotes, é possível observar que o H.264 apresenta qualidade de vídeo equivalente ao MPEG-2, com taxa de transmissão aproximadamente duas vezes menor. No entanto, o estudo feito neste trabalho, relacionando a qualidade do vídeo com a perda de pacotes na camada de transporte do sistema de transmissão ISDB-TB, mostra que o H.264 sofre uma perda na qualidade de vídeo maior que o MPEG-2, com o mesmo valor da relação sinal-ruído (SNR) no canal de transmissão, à entrada do receptor ISDB-TB. Para gerar pacotes errados na transmissão foi adicionado ruído branco entre o sinal transmitido e recebido. O resultado da análise mostra que o H.264 apresenta qualidade de vídeo superior ao MPEG-2, sem perda de pacote, porém, com perda de pacote, o MPEG-2 apresenta qualidade de vídeo melhor que o H.264.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.